Museu Fármaco Hospitalar

 

O trabalho de seleção e inventariado dos objetos que fazem parte do acervo do Museu Fármaco Hospitalar, proposto e realizado pela museóloga Ana Lúcia Bergamo, em parceria com a Fundação Senhor dos Passos, partiu de um interesse comum: o de retomar-se a ideia da criação de um museu hospitalar, dando com isto continuidade ao projeto de recuperação da memória histórica e cultural da instituição.

Foto Museu Fármaco Hospitalar

Mais de 1.800 peças reunidas no acervo são testemunhas materiais do pensamento científico-tecnológico dos séculos XIX e XX.

Os objetos revelam não só as transformações ocorridas no âmbito das práticas sanitárias, mas também nas relações de trabalho, no Imperial Hospital de Caridade, primeira Santa Casa de Misericórdia da Capitania de Santa Catarina e primeiro hospital civil da Vila do Desterro.

Este será o primeiro Museu Fármaco Hospitalar do Estado, registrado na página 56 do Guia de Museus de Santa Catarina, da Fundação Catarinense de Cultura. O projeto encontra-se em fase de captação de recursos e está previsto para ser aberto ao público em até dois anos.

Saiba como contribuir para construir o Museu.
Você pode ser parte desta história.
Projeto de Captação de Recurso pela Lei Rouanet.